Soltem as bruxas: jogos de terror para este Halloween

O Halloween começa mesmo na noite do dia 31 com as comemorações. Por mais que o ‘trick-or-treat’ não seja hábito aqui, os cinemas, bares e até festas fazem programações temáticas para a data.  Mas para quem curte passar suas noites na companhia doce e especial do seu videogame, tem muito jogo de terror para te dar uns sustos.

Foto: LarioTus | Depositphotos

Como cada jogo é capaz de promover a sensação de imersão de formas diferentes,  conversamos com três jogadores que contaram suas experiências pessoais ao jogarem e o que provocou o horror neles enquanto jogavam. Vem ler!

Slender: The Eight Pages

“Então, o meu jogo de terror predileto é o “Slender”, o motivo pelo qual escolhi esse jogo foi por ter sido o primeiro que joguei do gênero e quando eu era bem mais novo, e esse jogo era o temor da galera, trazia suspense, medo, tudo de forma bem simples, resumido em achar 8 pistas. E o que me despertou tensão (na época), era a possibilidade de você ter 7 pistas, e do nada ser pego pelo Slender, e perder todo o progresso. Como disse, um jogo que me marcou bastante por ter sido o meu primeiro do gênero.” – Sidi, co-fundador do Games + Gamers

O jogo de survival horror e terror psicológico lançado em 2012 foi relançado em 2014 com uma versão completa comercial nomeada Slender: The ArrivalDisponível para as plataformas da época PC, PS3, Xbox 360, PS4,Xbox One e Wii U.

A história é baseada na lenda urbana  SlenderMan, que começou a ser contada no Estados Unidos, mas há relatos da aparição do ser em países como Japão, Noruega e até Brasil. A figura tem forma humana vestindo um paletó e pode esticar seus membros e tronco, tornando seus dedos tentáculos para seduzir e prender suas vítimas, que costumam ser crianças. A lenda conta que ele observa suas vítimas, aparecendo por vezes ao fundo de fotos de crianças. Credo.

Foto: Reprodução Facebook

O jogo consiste em buscar 8 pistas, largadas em uma floresta durante à noite. Sem nada para se defender, além de uma lanterna que vai perdendo a energia até você ter caminhar no breu, o player precisa ser bom de fuga.  Quanto mais pistas você pega, mais perto fica do Slender, até atingir a oitava pista quando o jogo é finalizado. A versão Slender: The Arrival expande o universo do jogo, contando a história das amigas de infância Lauren e Kate anos após os acontecimentos do primeiro game. Alguns níveis novos são destrancados e outro modo de jogo ficam disponíveis ao finalizar a versão The Arrival.

A lenda urbana chegou aos cinemas neste ano, como uma das estreias de terror do mês de agosto. O enredo é bem diferente do jogo, contando sobre a vida de quatro meninas, Wren, Hallie, Chloe e Katie. que invocam a criatura através de um vídeo, acreditando que o ser não era mais do que um conto. As meninas começam a sonhar e ter visões do SlenderMan. Certo dia, uma das garotas Katie desaparece e cabe às meninas encontra-la. Assista o trailer!

Silent Hill 3

” Com certeza a saga Silent Hill, mas eu destaco principalmente o Silent Hill 3. Eu conheci no PlayStation 2. Eu já tinha jogado muito o Resident Evil 2 e o Silent Hill apareceu com uma proposta diferente na época. Ele prometia um terror psicológico muito forte que diferentemente do Resident Evil, você não saberia quando encontraria os monstros. Depois que li essa notícia resolvi comprar pra jogar. Pra você ter noção eu fiquei tão aterrorizado que eu parei de jogar em poucos minutos. O jogo realmente entregava o que prometia. Muito terror psicológico. O medo vinha porque no game o nosso personagem tem um rádio que faz ruídos quando estamos próximos dos monstros, só que pra piorar o ambiente do game, existe uma neblina que não te deixa enxergar nem 2 metros à frente. Isso é realmente aterrorizante. Eu estava acostumado com Resident Evil que você sempre vê rapidamente os zumbis, em Silent Hill é completamente diferente.” – Giovanni Santos, youtuber do canal Colosso Gaming Tavern

A saga Silent Hill já é bem famosa ao longo dos oito jogos na franquia principal que começou há 19 anos atrás e os novos jogos paralelos em diferentes plataformas. O universo gigante contempla mangás, jogos e outros conteúdos multimídia. Originalmente para PlayStation, está disponível nas plataformas  PS2, Xbox, Microsoft Windows, PS Portable, PS3, Xbox 360, Wii, PS Vita, PS4.

Foto: Reprodução Facebook

A história se passa em uma cidadezinha no norte dos Estados Unidos, provavelmente no estado de Maine, com alguns jogos mudando de cidade. O município abandonado é envolto constantemente por uma névoa, que atrapalha a visão à distancia dos jogadores. Criaturas demoníacas habitam o local sendo que apenas alguns moradores conseguem os ver. O game indicado pelo Giovanni é a terceira continuação da série, que retorna aos personagens do primeiro jogo de 1999 e conta a vida de  Heather Mason 17 anos depois que seu pai Harry Mason tentou salvá-la em Silent Hill. A primeira personagem feminina da franquia tem como destaque sua personalidade forte e o tom de sarcasmo que dá à Silent Hill 3.

Doki Doki Literature Club

” Eu conheci o jogo por meio de um meme. Tem uma frase famosa dele “You left your friend hanging” que as pessoas usavam no Twitter pra falar que se sentiam deixadas de lado. E uma das meninas fala essa frase com um duplo sentido. Aí tem uma piadinha macabra com a palavra “hanging”. O mais assustava é ele às vezes dá uns jump scares, mas o que ele mais faz com o jogador é deixá-lo apreensivo, sempre achando que algo pode acontecer quando passar a mensagem. Do nada, as personagens mudam de rosto e o texto muda de cor pra indicar que algo está acontecendo no universo do jogo. Escrevendo assim, parece tudo bobagem. Mas a experiência é muito imersiva e inquietante.” – César Agostinho, designer.

Foto: Reprodução Facebook

Olhar a capa deste jogo e ligá-lo a um terror parece impossível. As quatro protagonistas, Monika, Sayori, Yuri e Natsuki tem o rostinho (quase) angelical envoltas de um cenário rosado e colegial. Mas as aparências enganam não é mesmo?

A história é a seguinte: você é um garoto do ensino médio que entra em um Clube de Leitura e começa a interagir com as quatros meninas. A cada dia você precisa produzir uma poesia para ler no clube no próximo dia. Os poemas são basicamente 20 palavras que você seleciona e conforme a combinação agradará mais uma ou outra menina.  No começo parece um simulador de namoro, mas ao longo das horas o jogo psicológico começa a entrar em sua cabeça. De acordo com suas escolhas, o game permite mudanças nos diálogos e finais diferentes.

A contraindicação para pessoas com problemas psicológicos torna-se real. As meninas começam a apresentar poemas macabros e metafóricos. Além disso, para que você conheça todos os poemas possíveis e consiga ver todas mensagens subliminares é necessário jogar inúmeras vezes. O Team Salvato, grupo que o desenvolveu levou dois anos trabalhando para finalizar Doki Doki Literature Club.

Conta para gente quais seus jogos de terror preferido e porque!

COMENTÁRIOS

Jornalista padawan, sou apaixonada pelo universo dentro das telas. Seja as novas sagas do cinema, games, discos ou séries da HBO, o universo da cultura pop (ou não tão pop assim) é o meu mundinho que tanto amo explorar e quero compartilhar isso com vocês.