1ª Pesquisa Game Latam mostra o aquecimento do mercado de games

A pesquisa passou por 4 países da América Latina para mapear quais os consoles mais usados e o tipo de consumidor de e-sports.

Gráfico: Divulgação.

A uma semana da Brasil Game Show, BGS, surge a 1ª Pesquisa Game Latam, que mapeou os hábitos de consumo dos gamers no Brasil, México, Chile e Colômbia. Segundo o estudo, os entusiastas dos e-Sports são os que mais investem em games, hardwares e periféricos. Dentro do universo gamer, os fãs assíduos de e-Sports gastaram 73% mais que o restante da amostra, e 52% pretendem aumentar o investimento no próximo trimestre, levantou o estudo feito pela agência de pesquisa Seeds Market Research, em parceria com a agência FD Comunicação.

A pesquisa traz os dados separados por países também. No Brasil, os fãs assíduos de e-Sports gastaram com jogos o dobro do que gastou quem não acompanha, e 58% pretende aumentar o investimento no próximo trimestre.

“Tanto na América Latina como no Brasil, o espectador de e-Sports tende a ser mais jovem, homem e de alta renda”, explica Guilherme Almeida, diretor da Seeds Market Research e coordenador do estudo. Segundo ele, “há oportunidade de se expandir o público de e-Sports em ambos os lugares, pois quase a metade dos gamers ainda não assistem competições profissionais”.

Gráfico: Divulgação.

Sobre a pesquisa Latam

Realizada entre julho e agosto com 2.211 gamers, a pesquisa quantitativa revela o perfil dos jogadores latino americanos, seus hábitos de consumo, e traz informações relevantes sobre e-Sports, e plataformas de jogos mobile, PC e consoles.

Foram entrevistados jogadores das classes A, B e C, com idade a partir de 16 anos. Do total, 43% são jovens entre 16 e 24 anos, 33% têm 25 a 34 anos 24% acima de 35 anos de idade.

“Os gamers amadureceram e hoje dois terços deles têm sua própria fonte de renda. A grande maioria é responsável ou corresponsável por arcar com as despesas da casa. Isto demonstra o grande potencial de consumo deste público”, acrescenta Almeida.

Gráfico: Divulgação

Plataformas preferidas na América Latina

Uma curiosidade é que os gamers jogam em média em duas plataformas, sendo as mais populares a mobile (celular, smartphone e tablet) com 70%, seguida do computador (63%) e consoles (44%). Embora seja a mais jogada, a plataforma mobile é a que conta com menos investimentos, o que mostra um potencial de consumo muito grande a ser explorado, já que um pouco mais da metade dos gamers desta plataforma ainda não adquire jogos pagos e nem faz compras dentro dos jogos freemium.

No Brasil, as plataformas mais populares também são a mobile (celular, smartphone e tablet) com 73%, seguida do computador (64%) e consoles (40%).

Jogar é a atividade que mais consome o tempo livre dos gamers, que gostam ainda de ouvir música, ir ao cinema e outras atividades sociais como sair com os amigos.

COMENTÁRIOS

Redação E-arena

POSTS DO AUTOR

Não há post para esse autor.