Quinze melhores cartas de Rastakhan’s Rumble para Construído

Última coleção do ano do corvo traz mecânicas para reformular o metagame

Rastakhan’s Rumble é a coleção que encerra o ano do corvo do Hearthstone. Com o lançamento programado para o dia 4 de Dezembro, 135 cartas novas chegam ao CCG da Blizzard para chacoalhar o metagame atual de Standard, Wild e Arena. Por isso, decidimos fazer uma lista com as melhores novidades que a expansão traz ao Construído conforme as interações que possuem com baralhos relevantes atualmente, poder puro apresentado em suas características e a possibilidade de serem fundamentais no funcionamento de estratégias.

Dragon Roar

Dragões voltam a ter um pequeno destaque no Hearthstone, já que atualmente não há nenhum deck que consiga usar essa tribo eficientemente no Standard devido às poucas escolhas eficientes para fazê-lo funcional. Dragon Roar facilita a interação necessária que este estilo de baralho necessita ao acrescentar dois dragões à mão do jogador e assim permitir as ativações de Battle Cry destes e outros minions sinérgicos. Infelizmente, são criaturas aleatórias, o que não impedirá a possibilidade de Fairy Dragon aparecer através da mágica, assim virando apenas recurso de requerimento para as ativações de outras cartas.

Emberscale Drake

Um dos motivos para acreditar num possível retorno do Dragon Warrior ao Standard é a inclusão de Emberscale Drake ao formato. O dragão possui corpo e habilidade bastante eficientes para o custo de 5 manas, assim possibilitando interações com cartas da classe, como Shield Slam. Não parece impossível de vê-lo ao lado das novidades Smolderthorn Lancer, War Master Voone, Crowd Roaster e Firetree Witchdoctor.

Sul’thraze

Sul’thraze traz ao Guerreiro uma forma bastante eficiente de abusar da mecânica Overkill sempre que atacar um minion que tenha no máximo 3 de resistência. Um bom turno com ela pode mudar totalmente qual jogador está na frente do jogo. Além disso, tanto durabilidade quanto ataque são excelentes para o custo de mana, assim a tornando efetiva mesmo sem ativar sua habilidade. Entretanto, a classe já possui a boa Supercollider, assim colocando as duas para brigar por posições semelhantes em algumas estratégias.

Blast Wave

A mágica de mago pode ser vista como um Volcanic Potion com custo de mana maior, mas ela traz possibilidades maiores. O Overkill dela não é facilmente ativado, mas sempre que gerar uma carta adicional ao jogador poderá criar um valor único e eficiente a um sweeper, a tornando ainda mais eficiente contra Odd Paladin. Outro diferencial é que Blast Wave pode ser efetiva num Control Mage com Baku the Mooneater, assim ocupando espaço semelhante que Meteor ou Blizzard teria.

Mass Hysteria

Sacerdote ganha mais uma carta com efetividade para controle de mesa. Já possuindo Psychic Scream e Spirit Lash sendo usados atualmente, Mass Hysteria chega para ocupar uma curva que às vezes não consegue responder a uma grande quantia de ameaças adversárias. Sua efetividade pode ser tanto contra criaturas pequenas quanto grandes, desde que o jogador saiba tirar vantagem de sua aleatoriedade.

Zul’jin

Muita gente pode confundir o novo herói do Caçador com Yogg-Saron por causa da sinergia que ambos possuem com Mágicas, entretanto eles têm uma diferença gigantesca. Enquanto o Deus Antigo era um recurso desesperado em busca de uma saída miraculosa, o líder da tribo Amani está muito mais próximo do Shudderwock, uma carta lendária de late game que funciona por causa de um deck que consiga tirar o máximo valor possível dele. Além do Battlecry eficiente nos possíveis Spell ou Secret Hunter, o Hero Power torna-se mais abrangente por causar 2 de dano em qualquer alvo.

Bloodscalp Strategist

Hunter ganha mais uma peça sinérgica para auxiliar estratégias que abusam de mágicas. Bloodscalp Strategist facilmente ativa seu Battlecry com Candleshot e Eaglehorn Bow, armas que são bastante utilizadas pela classe. No Secret Hunter, ele pode ser efetivo descobrindo segredos ou até mesmo recursos não convencionais na lista do baralho. Ele ainda acrescenta mais possibilidades a um possível Zul’jin no late game.

Springpaw

A mais nova fera de custo 1 do Caçador possui semelhança de habilidade com o Fire Fly, mas com um corpo menos resistente. Entretanto, possuir Rush faz toda diferença para eliminar ameaças adversárias, principalmente em combinação com possíveis buffs no seu ataque. Com um custo baixo e bastante eficiente ao seu propósito, Springpaw ainda é um novo minion incrível para o Deathstalker Rexxar combinar com seu Hero Power.

High Priest Thekal

Uma das novas lendárias do Paladino entra exclusivamente nessa lista pelo potencial que possui no Wild. High Priest Thekal é extremamente eficiente com Molten Giant, assim podendo criar um turno que faça os gigantes entrarem em jogo com uma facilidade incomum. Para um formato que os baralhos precisam abusar de jogadas poderosas, essa combinação pode ganhar espaço e se tornar relevante no metagame.

Shirvallah, the Tiger

Uma das dificuldade atuais do Paladino é ter uma forma efetiva de vencer o jogo no late game quando sua proposta é mais reativa. Entretanto, Shirvallah, the Tiger acrescenta mais uma win condition que combina com uma postura de controle. Ele ainda pode ser utilizado em combinação com outras duas mágicas da classe: Holy Wrath e Prismatic Lens, mas assim precisando de uma montagem mais precisa do baralho.

Time Out!

Esta mágica do Paladino, além de combinar magistralmente com o conceito da coleção, é uma forma excepcional de proteger o herói em turnos decisivos, assim fazendo com que ela seja comparada com Ice Block. Entretanto, ela não tem as mesmas fraquezas do segredo de Mago, mas necessita de um timing muito mais complexo, já que você só pode usá-lo no momento exato, assim a mantendo como uma carta morta na mão por um bom tempo.

Raiding Party

Se você é um jogador que deseja todo o poder possível para Kingsbane, Raiding Party pode ser uma peça excelente para tornar o deck novamente uma ameaça no metagame. Além de encontrar a única arma do baralho, a mágica ainda busca os piratas que aumentam o ataque da carta lendária. Entretanto, ela faria funções semelhantes às de Cavern Shinyfinder e Elven Minstrel, obrigando a eliminação ou diminuição de uma delas da lista.

Likkim

Shaman já teve muitas armas relevantes em diversos metagames do Hearthstone e Likkim é mais uma com potencial de conseguir os holofotes. Seu requerimento de manas sobrecarregadas é algo muito fácil de atingir com uma lista que tenha um número preciso de mágicas que abusem disso, como Lightning Bolt e Feral Spirit. O tempo do buff no ataque ainda dura dois turnos, já que os cristais se tornam inúteis por duas rodadas daquele jogador, assim a mantendo com efetividade máxima.

Da Undatakah

A lendária neutra, nada simples de ser pronunciada, pode ser mais uma opção de sucesso para decks que tenham ótimos minions com Deathrattle, como o Hunter faz tão bem hoje em dia com um leque de cartas sinérgicas ou pouco tempo atrás o Warlock abusava de Voidlord. Ambas as classes têm mágicas de custo baixo para ativar o ùltimo Suspiro do Da Undatakah, assim o tornando uma ameaça com impacto rápido na partida e evitando um possível Silence que a tornaria em algo pouco amedrontador.

Saronite Taskmaster

Dificilmente alguma carta seja capaz de entrar com tamanha facilidade no metagame quanto Saronite Taskmaster. O histórico do Hearthstone com cartas de custo baixo e ótimos valores de ataque e resistência faz com que o drop 1 de Rastakhan’s Rumble seja um nome consistentemente visto durante muito tempo no Standard. Tanto corpo quanto Deathrattle lembram Zombie Chow, minion eficiente defensivamente para estratégias reativas e com um drawback que não afetava o plano de jogo.

Essa é a nossa lista com as principais cartas que acreditamos ver ganhando espaço no Wild e, principalmente, Standard a partir do lançamento de Rastakhan’s Rumble em 4 de Dezembro. A coleção chega com a missão de ser agradável o suficiente para não fazer os jogadores do Hearthstone voltarem a atenção para os concorrentes emergentes, modificar um metagame pouco interessante e finalizar o Ano do Corvo. Que a aleatoriedade colabore com seus pacotes da expansão!

COMENTÁRIOS

Durante pesquisa e produção de textos, é encontrado com a alcunha de Lazyguga em partidas de Overwatch, Clash Royale e MTG Arena ou conquistando ginásios no Pokémon GO.