Tempestade Iminente é o evento mais decepcionante do Overwatch

Blizzard entrega novidade curta e nada atrativa

Overwatch ganha todos os anos um evento especial que dá mais detalhes sobre o lore da franquia a partir de uma missão especial que aconteceu no passado. Tempestade Iminente, recentemente lançada, encaixa-se como as anteriores, mas é a mais decepcionante pelo fraco desenvolvimento narrativo da trama, skins que não correspondem com os personagens jogáveis e não inclui nenhuma novidade na jogabilidade, assim o tornando repetitivo.

Entregar um evento anual, que é tão importante para o desenvolvimento do lore de Overwatch, com mínimo aprofundamento na trama é uma das grandes falhas da equipe liderada por Jeff Kaplan. Apesar de apresentar brevemente a influência de Maximilien, alvo principal da missão em Havana feita por Genji, Winston, Mercy e Tracer, a história é repleta de ganchos e quase nenhuma conclusão. Diferentemente do Archives do ano passado, Retribuição, Tempestade Iminente não tem peso narrativo e nem faz com que os combates pareçam coerentes com a trama.

Tempestade Iminente ainda abusa de personagens inéditos dentro do jogo em apenas alguns segundos de participação. O primeiro exemplo é Soujorn, capitã da formação que Winston recrutou e aparece brevemente dando detalhes da missão para o grupo e assim servindo como líder de operação da missão. No desfecho da trama, vemos Doomfist conversando com um ômnico desconhecido do público, mas que deve ter influência nas relações da organização Talon.

Enquanto a narrativa deixa apenas pontas-soltas e não conclui o que deveria ser um arco, a jogabilidade do evento não é nada inovadora, já que ela usa novamente os mesmos lacaios da Talon, em seus diversos estilos, como adversários pelo mapa. Enquanto os Archives anteriores passavam a sensação de inéditos, Tempestade Iminente parece apenas uma repetição mal desenvolvida para preencher lacuna. O grande diferencial fica pelo mapa Havana, que tem belos detalhes e deve ficar disponível nos servidores em breve.

A grande indagação que fica é como Tempestade Iminente levou seis meses de desenvolvimento, segundo o próprio Jeff Kaplan, mas não entregou nem metade do que os eventos anteriores. Se isso for uma reação por várias melhorias requisitadas pelo público que devem chegar em breve ao jogo, todos os fãs entenderão, mas, caso contrário, a sensação que fica é que este Archives será sempre lembrado pela Tracer na motocicleta que só foi incluída ali daquela forma para venda de figuras de ação.

+ Veja: A notória evolução da Overwatch League

Tempestade Iminente deixa aquele gosto amargo aos jogadores que anseiam sempre por mais momentos importantes do lore de Overwatch, principalmente se seus personagens favoritos não tiverem recebido nenhuma atualização cosmética que o agrade. Agora, resta torcer que algo frustrante de hoje se torne em ótimas atualizações futuras, afinal os únicos pontos positivos que ficam desse evento são o mapa Havana e a animação de destaque do Wrecking Ball.

COMENTÁRIOS

Durante pesquisa e produção de textos, é encontrado com a alcunha de Lazyguga em partidas de Overwatch, Clash Royale e MTG Arena ou conquistando ginásios no Pokémon GO.