2020 é o ano de expansão da franquia League of Legends

Riot Games aposta em projetos para tornar sua marca ainda mais popular

A Riot Games tem mostrado que 2020 é o ano que a empresa mais pretende aumentar a popularidade do League of Legends, que chegou aos seus 10 anos de existência recentemente. Para tornar o LoL ainda mais relevante como marca, a desenvolvedora já começou a detalhar como o universo criado para o MOBA se espalhará em produtos dentro da indústria dos games e por outras mídias – como já fez anteriormente com quadrinhos de seus personagens em parceria com a Marvel Comics.

Nova HQ focada no personagem Zed

Legends of Runeterra é o primeiro passo

O card game inspirado no universo de League of Legends teve dois períodos de acesso durante 2019, mas é logo no começo de 2020 que ele começa seu Beta Aberto. Em 24 de janeiro, todos os jogadores poderão começar a jogar. Quem já havia testado o jogo anteriormente vai começar a desfrutar dele um dia antes, assim podendo iniciar sua busca pelas cartas de cada região para aumentar sua coleção – que não vai ser apagada quando o LoR for lançado oficialmente. 

Legends of Runeterra já mostrou bastante potencial para colocar o cenário de card games em outra perspectiva durante 2020, principalmente por um modelo de economia interna que evita a compra de cartas através de pacotes. Ao mesmo tempo, é interessante identificar como a Riot Games vai conduzir o competitivo de seu jogo novo, afinal este gênero tem grande força competitiva dentro de suas comunidades.

Invasão ao mobile

Teamfight Tactics se mostrou um modo eficiente dentro do League of Legends, principalmente por satisfazer os fãs de LoL que haviam criado interesse pela criação do Drodo Studio e por se tornar rapidamente um grande sucesso em 2019 – mesmo que o hype tenha durado apenas nos meses iniciais.

Para 2020, a Riot Games leva o TFT ao mobile em março, assim atingindo um público que é mais acostumado aos smartphones. A própria desenvolvedora já começou a mostrar pequenos detalhes do terceiro set do Auto Battler, que deve ser focado nos cosmos. 

Além disso, ainda tem o lançamento de Wild Rift, a versão de League of Legends para dispositivos móveis e consoles. A jogabilidade é semelhante a de outros MOBAs para mobile, como o recente Marvel Super War e Arena of Valor – também da Tencent. Quarenta campeões estarão desde o começo no jogo, mas outros serão incorporados conforme as atualizações. Ainda não há data de lançamento prevista, mas já é possível fazer o pré-cadastro através da Play Store.

Imagem de Gameplay do Wild Rift mostrando a localização dos comandos do personagem

Arcane e Forge

Arcane é a iniciativa de ampliação do lore do universo de League of Legends através de série animada. Ainda sem data prevista de lançamento, mas com estimativa para 2020, a Riot Games deve recontar e expandir o que os fãs conhecem sobre locais e personagens importantes de Runeterra. Essa tática da empresa acompanha o que foi feito na parceria com a Marvel Comics, que será mantida este ano e terá outras publicações.

Enquanto expande a marca por animações, a empresa  também permite que desenvolvedoras menores trabalhem com seus personagens através da Riot Forge, projeto que dá espaço para projetos diferentes do que eles estão acostumados a serem criados por outros profissionais. O primeiro deles é Ruined King, criado pela Airship Syndicate, no estilo de RPG single player. O segundo é Convergence, da Double Stallion Games, que tem enfoque no personagem Ekko e jogabilidade nos gêneros de ação e de plataforma. 

A Riot Games preparou um cenário para que a franquia League of Legends se expanda em 2020 de uma forma magistral, seja com seus novos jogos ou até mesmo fora da indústria. Essa iniciativa é totalmente benéfica para a marca, assim atingindo os fãs atuais do MOBA e até mesmo expandindo seu público, mas também é preciso ter um pouco de receio para não se frustrar com possíveis fracassos, caso alguns projetos apresentem falhas determinantes.

Durante pesquisa e produção de textos, é encontrado com a alcunha de Lazyguga em partidas de Overwatch, Clash Royale e MTG Arena ou conquistando ginásios no Pokémon GO.