Apresentações confusas e falta de informação nublam o evento

A BlizzCon 2019 aconteceu no último final de semana e entregou vários anúncios para os fãs: a confirmação de Diablo IV com direito a trailer sinistro, Sylvanas ainda mais insana na nova expansão de World of Warcraft, dragões em destaque no Hearthstone e o aguardado Overwatch 2. Entretanto, a empresa não conseguiu lidar tão bem com as polêmicas envolvendo Hong Kong e também deixou várias indagações sobre os jogos divulgados por causa da comunicação falha com o público.

A conferência da BlizzCon começou com o CEO Allen Brack pedindo desculpas ao público pela polêmica recente envolvendo Hong Kong e o jogador de Hearthstone Blitzchung. Porém, o discurso foi bastante evasivo e só prometia mudanças no futuro direcionamento da companhia nessas situações, não citava o ocorrido diretamente e nem retirava a punição do atleta e nem dos casters. O público que estava presente para protestar pela democracia de Hong Kong manteve a postura, fazendo isso durante os momentos de microfone aberto ou com a distribuição de vestimentas usando o lema dos manifestantes ao lado da personagem Mei. 

O aguardado retorno de Diablo

Apesar de começar com uma desculpa que não se mostrou tão eficiente, o jogo escolhido para abrir os grandes anúncios da empresa foi o maior acerto do dia. Diablo IV ganhou uma cinemática sinistra que exalta todo o clima sombrio que a franquia possui, principalmente com a aparição de Lilith. Além disso, o gameplay também chama atenção por relembrar características mais clássicas do que as vistas no terceiro jogo. Entretanto, não deram nenhuma data como previsão de lançamento, o que pode indicar que falta muito para ele chegar ao público. Em compensação, Diablo Immortal, a versão mobile divulgada em 2018 odiada pelos fãs, nem foi citada, mostrando que o projeto vai ser colocado nos holofotes tão cedo.

World of Warcraft ganhou a cinemática da expansão Shadowlands para mostrar o quão longe a insanidade de Sylvanas chegou no atual momento. Ao confrontar o atual Lich Rei, agora enfraquecido e sem sua principal arma, a personagem consegue um de seus objetivos e vê a consequência de seu ato imediatamente. Mesmo que alguns questionem essa direção para a história, Sylvanas tem sido tratada numa ascensão de busca por poder e chamando ainda mais atenção do público pelo caminho que ela tem adotado. Para os fãs que tem muito carinho por esse universo, é impossível não se sentir intrigado pelo que eles terão nessa nova aventura.

Tropeços de comunicação

As apresentações da BlizzCon começaram a destoar quando Hearthstone ganhou enfoque. Mesmo que o card game tenha um consumidor fiel, mostrá-lo para todo o público da forma que foi é péssimo. O trailer de Descent of Dragons é bastante atrativo e entretêm com sua trilha sonora divertida, mas revelar cartas só funciona com os fãs. Para piorar, o novo modo Battlegrounds é um auto battler que não parece ter nada de interessante do gênero, além de não ser vistoso visualmente e muito refém da aleatoriedade. Enquanto isso, recursos simples que são aguardados há muito tempo para o card game não são inseridos, como o modo Torneio.

Para encerrar os anúncios, o tão aguardado Overwatch 2, que já havia sido vazado e só precisava ter informações confirmadas – mas não foi bem isso que aconteceu. Jeff Kaplan, diretor de Overwatch, não conseguiu dar detalhes precisos sobre o que seria essa “sequência” da franquia, acalmar a comunidade sobre o atual estado do competitivo ou dar data e preço do produto. Posteriormente, ficou claro que o conteúdo novo, que deverá ser pago, é apenas o PvE. Apesar disso, o desenvolvimento dele deve deixar o PvP atual de escanteio, algo que deixará os fãs ainda mais tristes ainda com o metagame de Double Shield. A equipe do FPS vai precisar acertar em múltiplos problemas para evitar um desgaste maior com a comunidade e tornar o novo produto um sucesso.

Torneios surpreendentes

Mesmo que Overwatch e Hearthstone tenham sido falhos em suas apresentações de novidades, ambos os jogos tiveram momentos marcantes em suas competições. O Grandmasters teve a primeira mulher como campeã do torneio mundial, a chinesa VKLiooon. Enquanto isso, a seleção americana do FPS se tornava a vencedora da edição 2019 da Copa do Mundo, surpreendendo a sempre favorita Coreia do Sul e derrotando a China com facilidade na grande final.

A BlizzCon 2019 não entregou tudo que poderia aos fãs, principalmente em relação às informações importantes sobre os projetos divulgados, algo que mostra uma lacuna de comunicação com o público em pontos importantes para o futuro recente da empresa. Ao mesmo tempo, ela não sofreu tanto com a polêmica de Hong Kong, mesmo que seu discurso inicial tenha parecido apenas um gerenciamento de crise pouco verdadeiro. Agora, ela precisa desenvolver e entregar com qualidade tudo divulgado neste ano, tanto para mostrar que a espera por tudo valeu a pena quanto para reconquistar consumidores.

Durante pesquisa e produção de textos, é encontrado com a alcunha de Lazyguga em partidas de Overwatch, Clash Royale e MTG Arena ou conquistando ginásios no Pokémon GO.