Campeonato Brasileiro de Counter-Strike promete profissionalizar a modalidade

Torneio é realizado em parceria com o Grupo Globo

O cenário nacional de CS pode para mudar nos próximos meses com a criação do Campeonato Brasileiro de Counter-Strike. O torneio é investimento do DCSet Group em parceria com o Grupo Globo, o que vai resultar na divulgação constante dos jogos nos canais SporTV. A competição dará cerca de 800 mil reais de premiação junto ao montante de participação para os times competidores.

A competição tem como base o formato de franquia, modelo básico utilizado por várias ligas importantes de esportes tradicionais e eletrônicos. Por exemplo, NBA, Overwatch League e as principais ligas de League of Legends seguem esse modelo. Com isso, os oito times participantes se tornam sócios do Campeonato Brasileiro de Counter-Strike, assim crescendo como marca ao mesmo tempo que o torneio se consolida, principalmente se eles conseguirem um número grande de torcedores rapidamente. Entretanto, esse tipo de organização se restringe apenas a um grupo pequeno de participantes, o que pode fazer com que ele seja visto como uma panela pela comunidade.

O investimento de DCSet Group e Globo para a realização do Campeonato Brasileiro de Counter-Strike acompanha o crescimento financeiro dos e-sports ao redor do mundo. A terceira maior audiência mundial de esportes eletrônicos é a brasileira, superando até mesmo a Coreia do Sul, conhecida por regulamentar e revelar astros de várias modalidades, como Overwatch e principalmente Starcraft.

O Campeonato Brasileiro de Counter Strike começa sua primeira rodada durante a Game XP, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro de 25 a 28 de Julho. Black Dragons, Evidence, INTZ, Redemption e Skullz Gaming são as equipes confirmadas até o momento. Com o início da temporada 2019 apenas no segundo semestre do ano, a premiação foi recalculada para 420 mil reais, mas o campeão já tem garantida a participação no StarSeries i-League Season 8, torneio organizado pela StarLadder.

Todos os jogos do Campeonato Brasileiro de Counter-Strike serão transmitidos, seja pelo SporTV ou nos canais de stream da competição. Segundo o CEO da DCSET Group Rodrigo Mathias, “este investimento tem como objetivo ampliar a atuação no mercado de entretenimento e colaborar no desenvolvimento da indústria na América Latina.” A aposta se mostra bastante consciente pelo grande apreço que a comunidade brasileira de CS possui pelo jogo. O FPS é um dos maiores clássicos multiplayer no país, já que ele se tornou popular com o surgimento das lan houses e também se manteve ativo constantemente.

A criação do Campeonato Brasileiro de Counter-Strike também pode reverberar na comunidade com pontos positivos através da criação da Aliança Brasileira de Counter Strike, entidade formada pelos clubes participantes, assim permitindo a eles a auto-regulação de torneios e eventos que fazem parte do calendário.

Durante pesquisa e produção de textos, é encontrado com a alcunha de Lazyguga em partidas de Overwatch, Clash Royale e MTG Arena ou conquistando ginásios no Pokémon GO.