Capcom adiciona propaganda dentro de Street Fighter V

Anúncios são dos próprios produtos da desenvolvedora

A Capcom tomou uma medida controversa ao adicionar propaganda dentro do Street Fighter V. Os jogadores veem os anúncios do Pro Tour da desenvolvedora e das vestimentas extras dos personagens, mas apenas se tiverem permitido tal recurso. Entretanto eles são beneficiados com o Fight Money, moeda interna do game que é tão difícil de acumular.

Os anúncios começaram a aparecer nas telas de carregamento, vestimentas e cenários desde o dia 11 de dezembro, assim gerando estranheza em boa parte da comunidade. As maiores preocupações dos jogadores é que isso se torne algo invasivo no futuro, como a logo de alguma empresa que patrocine a Capcom Pro Tour surgindo por todos os lados.

Apesar do recurso ser totalmente evitável, os jogadores de Street Fighter V mostraram descontentamento com esse recurso através do Reddit. “É errado incentivar que os usuários sejam expostos às propagandas para poder ganhar Fight Money de um game que já foi pago por completo pelo usuário”, postou o usuário legendary-motives.

Além disso, este tipo de recurso de propaganda interna torna o próprio produto da Capcom mais pobre visualmente. Por exemplo, Guile perde a sua tatuagem patriótica do braço por um símbolo de merchandising, diminuindo parte do simbolismo que há no personagem. Pode parecer algo muito pequeno aos que só estão interessados nos combates, mas isso tira a atmosfera do próprio jogo e afasta sua comunidade de uma atualização invasiva.

As propagandas só aparecem na vestimenta principal do lutador, então skins que já foram DLCs do usuário não são afetadas pelo recurso. Aos puristas e fãs de longa data da franquia Street Fighter, esses anúncios ainda prejudicam o visual icônico que o game construiu desde os anos 90.

Durante pesquisa e produção de textos, é encontrado com a alcunha de Lazyguga em partidas de Overwatch, Clash Royale e MTG Arena ou conquistando ginásios no Pokémon GO.