Clash Royale enfrenta estagnação criativa no design das cartas

Últimas novidades combinam recursos já conhecidos

Clash Royale há muito tempo tem demonstrado sinais de estagnação no design de novas cartas, assim pouco afetando o metagame do jogo consequentemente. A maioria das últimas inserções trouxe novidades que parecem misturas de recursos já conhecidos pelos fãs da Supercell, mas que não ganharam popularidade pelos jogadores, seja pela qualidade delas ou pelo alto investimento para colocá-las no nível máximo rapidamente.

Dragão Elétrico, Goblin Gigante e Domadora de Carneiro são os exemplos mais recentes que se enquadram nessa mistura de características em cartas novas. O próximo lançamento são os Destruidores de Muros, já disponível no desafio da semana, que combina explosão de bombas num curto alcance com habilidade de corrida vista em outras possibilidades agressivas que visam torres e construções. Os Patifes também se enquadram nessa situação, mesmo que existam pequenas diferenças práticas em pontos de vida e dano quando comparados a Gigante e Arqueiras.

Destruidores de muros no jogo Clash Royale

A Supercell já tornou comum fazer a junção de cartas para criar um recurso que combine aquelas características. Goblins comuns e Lanceiros se unem na Gangue, Três Mosqueteiras é a versão tripla da atiradora e Barril de Bárbaro recriou o efeito de atropelamento do Tronco junto a um corpo combatente. Esse uso excessivo de possibilidades que são habilidades combinatórias limita o design dos próprios personagens, algo que pode ser atrelado à base do Clash of Clans, e também não evolui o metagame.

De todas as últimas cartas lançadas, Barril de Bárbaro foi a que teve mais sucesso na ladder, principalmente pela semelhança com o excelente Tronco, mas só quando ela foi modificada de custo 3 para 2. Ao mesmo tempo, algumas novidades eram muito acima do potencial saudável ao jogo, como os Guardas Reais custando apenas 6 de elixir ou o Fantasma Real nas primeiras semanas de seu lançamento – o que obrigou a ambos serem nerfados.

A efetividade do Barril de Bárbaro na ladder

Cartas com design único costumam ser formidáveis no metagame ou, no mínimo, eficientes em suas propostas. Mineiro, por exemplo, é uma das lendárias mais antigas do jogo e é muito popular pela habilidade única de posicionamento em qualquer ponto do cenário. A própria Valquíria é uma tropa simples que exerce um golpe exclusivo para limitar hordas terrestres. Megacavaleiro adentra a tela e pula com golpes massivos que podem ser fundamentais na efetividade do contra-ataque; Fantasma Real se locomove de maneira furtiva e dá o primeiro golpe sempre; Tornado afeta o adversário ao atrair tropas para um ponto específico do mapa. Essas características únicas a tornam tão especiais, seja pelo conceito que molda o personagem ou o potencial de jogo.

A Supercell tem melhorado aspectos dentro do jogo, como o sistema de trocas e torneios atrativos, mas não consegue melhorar o design das cartas que chegam periodicamente ao metagame. Com isso, Clash Royale fica ainda mais preso às atualizações mensais para modificar a forma que os baralhos funcionam, principalmente com reworks, como houve com Cura e Gelo. Enquanto isso, resta torcer para que os balanceamentos sejam eficientes na moldagem das habilidades e que a equipe de design volte a ser criativa com inserções tão carismáticas e únicas, como já fez tão bem outrora.

Durante pesquisa e produção de textos, é encontrado com a alcunha de Lazyguga em partidas de Overwatch, Clash Royale e MTG Arena ou conquistando ginásios no Pokémon GO.