Fortnite World Cup ressalta o sucesso da Epic Games e dos e-sports

Bugha se tornou o primeiro campeão do evento mundial

A Fortnite World Cup do último fim de semana conseguiu surpreender o público leigo do universo dos e-sports ao mostrar um evento extremamente bem organizado na Arthur Ashe Stadium, principal ginásio do US Open de tênis profissional, mostrar tantos jogadores talentosos tão novos e principalmente pela quantia gigantesca de dinheiro conquistada pelos melhores participantes. 

A Epic Games alcançou um patamar inesperado rapidamente na indústria dos games com o seu Battle Royale, mas ainda é surpreendente o quão grandioso o Fortnite se tornou, principalmente depois da realização da World Cup. Como o jogo é normalmente visto fora do aspecto competitivo, acompanhar um torneio mundial ser criado e executado com tanta qualidade impressiona quem convive com e-sports e principalmente aos leigos do assunto. 

O impacto disso foi imediato na mídia tradicional americana, principalmente na televisão. O campeão do torneio Bugha foi ao programa do Jimmy Fallon ser entrevistado no dia seguinte do título, assim explicando melhor como é o seu dia-a-dia e treinos, já que o jovem é atleta profissional com apenas 16 anos. O consultor de e-sports Rod Breslau também participou do Daily Briefing, na FOX News, para explicar com mais detalhes o que seria o Battle Royale e a Fortnite World Cup.

Além do Fortnite World Cup, a Epic Games realizou em conjunto o Pro Am, um torneio que reúne profissionais do battle royale e celebridades, assim colocando nomes famosos ao redor do mundo para disputar a competição. Ao invés deles receberem a premiação por suas colocações na disputa, todo o dinheiro era revertido para instituições de caridade. A melhor dupla brasileira foi formada pelo criador de conteúdo Cauê Moura e o atleta Calango, que destinou o prêmio do evento para abrigos de animais em Uberlândia.

Com estes dois tipos diferentes de competições atrativas, a Epic Games conseguiu trazer mais pessoas para acompanhar seu principal evento do ano. Fãs de Ninja, Marshmello, Tfue, Chandler Riggs e muitos outros nomes conhecidos dentro ou fora dos e-sports consumiram conteúdo de Fortnite por causa da presença dessas celebridades, assim alcançando o sucesso esperado para a empresa com mais de 420 mil telespectadores simultâneos. 

Entretanto, nada mais se destaca na Fortnite World Cup do que o talento dos jogadores que participaram das qualificatórias e conseguiram dar o máximo de si em performances impressionantes. Kyle ‘Bugha’ Giersdorf se tornou campeão solo com quase o dobro de pontos do segundo colocado, mostrando o quão consciente era seu estilo de jogo durante toda a competição, assim conquistando os 3 milhões de dólares da premiação. Além da qualidade técnica notória, ele ainda sabia muito bem usar elementos estratégicos para determinadas situações, como se proteger no ponto mais alto do cenário quando ele apenas precisava assegurar a primeira posição do torneio. Essa estratégia o permitia eliminar oponentes que apareciam na sua mira e também acompanhar os adversários serem eliminados sem se colocar em risco.

Bugha não era exclusividade em jogadores muito jovens na Fortnite World Cup. Vários participantes não tinham chegado nem aos 18 anos, alguns pouco acima disso, mostrando como o battle royale foi bem assimilado rapidamente pela geração mais nova como competição e produto de cultura pop. O argentino K1nG, de apenas 13 anos, foi o quinto colocado do evento e acabou viralizando no Twitter em um vídeo em que ele abraça o pai enquanto chora de felicidade pela ótima posição alcançada. Ele garantiu 900 milhões de dólares pela sua colocação.

Fortnite World Cup se mostra como um dos principais eventos de e-sports mundialmente em sua primeira edição tanto pela grandiosidade do evento quanto pela qualidade técnica demonstrada pelos competidores. A Epic Games criou um fenômeno cultural dentro da indústria dos games e agora se solidifica como competição que atrai os holofotes até mesmo daqueles que não se interessam por jogos eletrônicos no dia-a-dia.

Durante pesquisa e produção de textos, é encontrado com a alcunha de Lazyguga em partidas de Overwatch, Clash Royale e MTG Arena ou conquistando ginásios no Pokémon GO.