Free Fire: A Ascenção do Battle Royale no Brasil

Jogo da Garena se tornou grande sucesso no país

O Free Fire é um jogo mobile do gênero ação-aventura do estilo Battle Royale. Desenvolvido pelo 111Dots Studio e publicado pela Garena, seu início foi em novembro de 2017 com o jogo no Beta e no final do mesmo ano lançado oficialmente para Android e iOS. Rapidamente ele se tornou um grande sucesso no Brasil, alcançando números bastante invejáveis até mesmo para empresas mais reconhecidas na indústria dos games.

Jogo mais baixado em 2018

Desde o período no Beta até hoje cara o game teve um crescimento notório. Por ser gratuito e de fácil acesso, é hoje um dos jogos mobiles mais baixados dos últimos tempos. Por exemplo, no quarto trimestre de 2018, o Free Fire foi o segundo jogo mais baixado na Play Store.

No Brasil esse número chega a ultrapassar os 500 milhões de downloads, sendo o jogo mais baixado e jogado nos últimos tempos. Uma pesquisa realizada pela Panorama Mobile Time/Opinion Box identificou que 12% dos entrevistados jogam o game atualmente.

Motivo do Sucesso

Como os jogadores assíduos do game dizem, o Battle Royale tem todo esse sucesso e quantia de jogadores porque roda em qualquer aparelho. Esse fato faz com que a quantia de players aumente, já que não precisa de um celular ou tablet com configurações mais avançadas para rodar o jogo.

Outro fator interessante é que o Free Fire é gratuito. Sabendo disso, muitas pessoas partem para ele, pois não precisarão gastar um centavo para se divertir. Com essa combinação de acessibilidade econômica para poder jogá-lo, é fácil entender como ele consegue se expandir com tanta facilidade.

Alok será um personagem selecionável dentro do Jogo

O número de produtores de conteúdo, como streamers e youtubers, trouxe o jogo aos holofotes também. Como o acesso ao jogo é facilitado e muitas pessoas acompanham, a criação de conteúdo aumenta sucessivamente. As pessoas acompanham e colocam números exuberantes, deixando muitos jogos de grande sucesso para traz. Um exemplo são as competições, que em suas transmissões chegam a bater um milhão de pessoas assistindo simultaneamente.

Competitivo

Neste ponto, o Free Fire está se consolidando muito bem. Competições internacionais com muitas visualizações e premiações exuberantes atraem ainda mais os jogadores para o Battle Royale da Garena, seja no Brasil ou mundialmente. Além dos grandes números, os competidores que representam o país já foram campeões mundiais e hoje atraem muito o público jovem a acompanhar este cenário. Hoje alguns times já contam com própria GH e outros requisitos para que os profissionais treinem e aperfeiçoem ainda mais seu estilo de jogo.

No último fim de semana, Corinthians foia equipe campeã da Pro League 3 e se tornou umas das representantes do Brasil no Mundial. A LOUD também garantiu sua presença no torneio internacional, que vai acontecer no Rio de Janeiro neste sábado. Os dois times já eram vistos como os mais consolidados no cenário nacional e agora devem precisam mostrar seu nível de jogo contra times fortes ao redor do mundo.

Line Up de Free Fire do Corinthians

Patrocinadores

Com o crescimento, a busca de marcas para patrocinarem o game aumenta. empresas como Burguer King, banco Next e o produtor musical, DJ Alok, hoje fazem parte das parcerias que a Garena traz para o Free Fire. O músico se tornou um personagem dentro do jogo, mostrando um crossover inusitado que relembra o show do DJ Marshmello no Fortnite.

Estas conexões entre mundos atraem ainda mais quem está dentro e também traz mais pessoas que ainda não conhecem o mundo de Esports em geral. Pode-se dizer que o Free Fire é uma das portas de entrada mais acessíveis para o mundo dos games em geral e dos Esports para os desconhecidos. A mescla entre os esportes eletrônicos para quem não conhece o meio ajuda a mostrar o que os jogos têm a oferecer.

Parceria entre Burger King e Free Fire

Influência no Brasil

O jogo está na mão de muitos jovens. A diversão trazida para esses que não podem ter um console ou PC de última geração, atrai cada vez mais o público das plataformas mobile. Poder jogar na hora do café, no intervalo do curso ou do trabalho também aumenta esse número no Brasil, é a diversão na palma de suas mãos.

No profissional o Brasil é bem representado. Com títulos mundiais, o país mostra que tem evoluído fortemente no aspecto de campeonatos mobile. Hoje equipes de esportes tradicionais já investem no jogo, como é o caso do Corinthians, que tem uma line up de Free Fire formada que já é vista como um exemplo a ser seguido. Ao mesmo tempo, a Garena contrata nomes de peso para engrandecer suas transmissões. Camilota XP, Tawna e Ana Xisdê eram mais conhecidas por outras modalidades, mas foram grandes contratações para as transmissões dos torneios, assim aumentando os nomes reconhecidos pelas comunidades dos esportes eletrônicos e tornando ainda mais representativo um jogo bastante receptivo.

Todas estas questões mostram a febre que o Free Fire é dentro e fora do país. O crescimento do mercado mobile ajuda e intensifica o jogo da Garena naturalmente e é possível esperar muito ainda dele para o Brasil, seja com mais organizações criando suas equipes ou torneios ainda mais competitivos.

Apenas um cara apaixonado por games e jornalismo, que transfere a emoção pelas palavras, a euforia em textos e o humor da forma que puder. Morador de uma cidade pequena do interior de SC mas que sonha grande, grande como SP, meu próximo local de moradia. Vou tentar fazer você apreciar meus textos e dar até umas boas risadas. É isto galera.