Pokémon GO ganha sistema competitivo com metagame sólido

As batalhas possuem ranking e recompensas

Pokémon GO avançou o nível em seu sistema competitivo de batalha ao introduzir os confrontos à longa distância entre jogadores que não são amigos. Com isso, a Niantic aproveitou para criar uma base de recompensas interessantes para o público consumir a novidade. Entretanto, ainda há falhas preocupantes e uma deles é o metagame, que está consolidado desde o primeiro dia da novidade.

Com o novo sistema competitivo de batalhas, todo mundo pode fazer cinco partidas após andar 5km – ou usar uma quantia de moedas para agilizar o processo após caminhar pelo menos 2km. Depois disso, as partidas estarão disponíveis para a Liga que estiver disponível naquele período. A primeira semana tem a Great League em funcionamento, cuja regra é usar um time com pokémon que possuam no máximo 1500 CP. 

Apesar de ter acertado na melhoria do sistema competitivo de suas batalhas, a Niantic ainda possui um formato bastante falho. O metagame é extremamente fechado por causa das opções existentes em cada Liga. Por exemplo, na Great League é quase obrigatório o uso de Azumarill, Deoxys em Forma Defensiva, Registeel/Skarmory, Altaria e Tropius. Não usar nenhum deles no time é uma opção inusitada, já que eles são muito efetivos. Com isso, a diversão torna-se limitada pelo poder que alguns monstrinhos possuem. 

Além disso, alguns problemas enormes podem se tornar fundamentais para o ranqueamento dos jogadores no sistema competitivo. Muitos jogadores preferem trapacear no Pokémon GO ao utilizar Fake GPS, assim andando uma quantia exorbitante e percorrendo locais que não correspondem ao local que a pessoa se encontra. Com isso, por que alguém deveria se dedicar realmente para subir na ladder quando a própria Niantic permite que algo interfira claramente na quantia de partidas o mesmo jogador pode fazer ou quais monstrinhos ele tem mais facilidade de encontrar? Por exemplo, o Tropius, que é exclusivo de região, já se mostrou uma escolha essencial para a Great League, mas nem todos podem tê-lo. 

O sistema competitivo de Pokémon GO abre portas para uma nova possibilidade dentro do jogo, entretanto, a Niantic precisa ter consciência das melhorias que precisam ser feitas para anular trapaça e assim evitar o desestímulo dos jogadores. Talvez, ela deva adotar as regras criadas pela Sylph League em seus torneios amadores, algo que tornaria o metagame mais diversificado com imposições de tipos de pokémon que podem ser utilizados durante determinado período. Enquanto isso, a desenvolvedora precisa de atualizações precisas para que essa novidade enfim caia no gosto dos seus fãs.

Durante pesquisa e produção de textos, é encontrado com a alcunha de Lazyguga em partidas de Overwatch, Clash Royale e MTG Arena ou conquistando ginásios no Pokémon GO.