Sigma redefine o metagame do Overwatch competitivo

Personagem amplifica o uso de estratégias com barreiras

Sigma é o mais novo tanque inserido no Overwatch. O personagem relembra vilões clássicos dos quadrinhos de super-heróis por causa da sua origem trágica, fixação por conhecimento científico e personalidade complexa – sem contar que ele é filiado à organização criminosa TALON. Entretanto, o que realmente tem mais chamado atenção sobre o herói é o sucesso que ele tem obtido dentro do jogo, principalmente nos elos altos, dando indícios graves de que ele pode moldar o metagame competitivo dos próximos meses.

Se anteriormente o metagame do Overwatch estava dominado pela formação GOATS, baseada em 3 suportes e 3 tanques, agora tudo indica que equipes baseadas em escudos dominarão as partidas. O motivo para imaginar que isso ocorra em breve no competitivo é a enorme presença do personagem entre os heróis selecionados pelos dez melhores jogadores da ladder recentemente. Sigma está presente em 9 das 10 opções de tanques do topo da ladder, sendo Orisa o outro personagem da função a aparecer no top 10. Além de ser um sinal do quão eficiente o herói aparenta ser, também é indicativo suficiente para que seja questionado o power level dele.

Top 10 da ranqueada quando o Dafran alcançou o topo, em 24 de Agosto

Se o elo mais alto do jogo já demonstra uma dominância do Sigma, a Overwatch League não deve fugir desse panorama. Sinatraa, tanque da San Francisco Shock e um dos melhores jogadores da temporada atual, afirmou que é quase certeza que os times vão escolher o herói 100% das vezes, exceto se a equipe acreditar que a combinação de Reinhardt e Zarya seja a mais eficiente. Mesmo sem o novo herói liberado nas últimas rodadas da OWL, quem dominou a função foi outro personagem baseado em barreiras defensivas: Orisa.

Essa popularidade destes dois personagens indica que as composições de maior sucesso são baseadas em pouca mobilidade e muitos escudos, assim criando confrontos de quem é mais agressivo contra a barreira adversária. Ao mesmo tempo, personagens como Baptiste, Mercy, Bastion e Ana devem crescer devido ao metagame baseado em Sigma e, possivelmente, Orisa. Se GOATS era um problema de ser assistido anteriormente, a era da disputa de escudos deve chegar em breve nos playoffs da Overwatch League.

Sigma parece mais um caso problemático de design que ultrapassa a linha do equilibrado e torna-se um possível problema para o metagame do jogo – como houve durante tanto tempo por causa da Brigitte. Se os dados atuais e prognósticos dados por alguns profissionais da Overwatch League estiverem corretos, uma nova era do metagame do FPS da Blizzard se aproxima, agora baseado na guerra de escudos e em recursos que consigam inutilizar isso dentro do sistema da role queue. Enquanto isso, os fãs só torcem para que não seja tão indesejado como o período que GOATS dominava o jogo, caso contrário os desenvolvedores vão ter que forçar nerfs e buffs para balancear novamente o game.

Durante pesquisa e produção de textos, é encontrado com a alcunha de Lazyguga em partidas de Overwatch, Clash Royale e MTG Arena ou conquistando ginásios no Pokémon GO.