Square Enix e Nintendo apostam no carinho dos fãs por franquias de sucesso

Final Fantasy VII Remake e Breath of the Wild 2 são os pilares delas

Square Enix e Nintendo sabem exatamente como conquistar seus fãs mais antigos ao revitalizar franquias de sucesso com melhorias para os dias atuais. Ambas se apresentaram na E3 com um leque gigantesco de novidades, principalmente para o público japonês, mas foi com franquias muito populares  que elas garantiram a atenção dos gamers: Final Fantasy, Vingadores e The Legend of Zelda.

Não é nenhum segredo que Square Enix e Nintendo possuem centenas de franquias que são focadas no público japonês – tanto que algumas delas só começaram a chegar ao ocidente nos últimos anos, como o recém divulgado Trials of Mana. Isso faz com que as duas empresas mantenham vários projetos para os gamers orientais, principalmente no gênero de RPG. Octopath Traveler, por exemplo, foi um sucesso de vendas nos Estados Unidos recentemente, mesmo seguindo o modelo exato do estilo adorado no Japão.

Mesmo que ainda possuam projetos focados no público oriental, Square Enix e Nintendo não deixam de lado suas principais franquias, ainda mais quando a tecnologia já é capaz de dar vida novamente às histórias aclamadas por crítica e audiência. Final Fantasy VII Remake é o maior exemplo disso. O game de 1997 é um dos principais títulos da sua geração, ainda mais pela forma que impactou a indústria com narrativa e gameplay, além de ter popularizado a franquia que já tinha ótimos títulos.

Agora, a Square Enix pode entregar a história que encantou tantas pessoas com a qualidade técnica que os games atuais possuem, algo que tem chamado a atenção dos jogadores pela beleza criada para desenvolver cenários e personagens. Apesar disso, ainda é incerto quantos capítulos serão necessários para que o jogo seja lançado por completo, o que pode torná-lo bastante caro e não seja tão bem recebido por quem ainda não tem apego emocional à jornada de Cloud.

Ao mesmo tempo, a Square Enix ainda tem em mãos Marvel’s Avengers, game dos Vingadores que permite os jogadores controlarem os Heróis Mais Poderosos da Terra – hoje amados pelo público mundial. Apesar disso, ele não foi tão bem recebido porque os personagens não se parecem com os atores do MCU, assim gerando uma estranheza criada pelo próprio sucesso da franquia. Isso resultou na comparação imediata com Marvel Ultimate Alliance 3: The Black Order, que é exclusivo do Switch e traz muitos personagens queridos dos fãs da editora ausentes nos filmes da Disney, além de já ter um gameplay consolidado.

A Nintendo sempre foi conhecida como uma das maiores empresas da indústria com dezenas de jogos amados pelos fãs e isso sempre fica mais evidente quando os anúncios dos projetos em andamento são divulgados. Durante a E3 isso ficou mais evidente, seja para as obras focadas no público oriental ou nas franquias de sucesso pelo mundo inteiro. Super Smash Bros Ultimate já era grandioso com seu elenco original, mas os DLCs sempre conseguem completar o roster de selecionáveis com personagens queridos. Dessa vez, o protagonista de Dragon Quest chega com várias versões diferentes e os animalescos Banjoo-Kazooie, que marcaram época no 64, voltam ao lar que os fizeram famosos.

Entretanto, o ponto alto foi a confirmação da sequência de The Legend of Zelda: Breath of the Wild, o melhor jogo lançado para o Switch. A aventura em mundo aberto de Link recebeu diversos prêmios e consagrou sua produção durante um ano que Mario também tinha um excelente game nas prateleiras. Enquanto não há data para a continuação que deixou os fãs animados, eles poderão aproveitar o remake de Link’s Awakening, que usa um design eficiente para aumentar o carisma por aquele universo.

Porém, não é só de escolhas inteligentes que vive a Nintendo. Durante a E3 os desenvolvedores de Pokémon Sword & Shield confirmaram que o jogo não terá todos os monstrinhos já lançados porque não conseguiriam fazer a animação para cada um deles, algo que gerou a revolta de grande parcela dos fãs da franquia que teve dificuldade de engolir a justificativa dada. O jogo havia conseguido criar bastante hype na semana passada com o Direct transmitido sobre as novas mecânicas e repentinamente perderam o status que havia sido construído.

Square Enix e Nintendo fizeram as melhores conferências da E3, junto com a Microsoft, por terem entregado com excelência vários games esperados pelos fãs e trazer novidades inesperadas. Entretanto, elas não saem sem problemas depois da convenção por causa de escolhas para franquias com fãs fiéis que esperavam algo mais, principalmente com tanto tempo sendo desenvolvidas.

Durante pesquisa e produção de textos, é encontrado com a alcunha de Lazyguga em partidas de Overwatch, Clash Royale e MTG Arena ou conquistando ginásios no Pokémon GO.