Gêneros, franquias de sucesso e jogos indie ganharam o holofote

A indústria dos games teve algumas decepções em 2019, mas muitas surpresas ganharam seu devido espaço e conquistaram a atenção do público com enorme facilidade. Gêneros se consolidaram, enquanto outros expandiram; jogos independentes conseguiram o destaque dos holofotes; e franquias clássicas se adaptaram ao mobile para atingir outro tipo de consumidor. Por isso, fizemos uma lista destacando as principais surpresas de 2019.

O nascimento do Auto Battler

Auto Chess abriu as portas para a ascensão do Auto Battler no começo de 2019, mas dificilmente se esperava que o mod de Dota 2 se tornaria tão interessante para o público. Com isso, a concorrência precisou seguir os passos desenvolvidos pelo Drodo Studio e criar suas versões. Dota Underlords, Teamfight Tactics e até mesmo o Battlegrounds, versão do gênero dentro do Hearthstone, entraram na onda.

Apesar de ter feito um enorme sucesso quando era novidade, o gênero já diminuiu sua popularidade, apesar de ainda ter um grande número de streamers e jogadores se dedicando a eles. O mais agravante é que apenas o Auto-Chess tem tentado criar um cenário competitivo mais atrativo, assim deixando claro que o estilo pode ter sido apenas uma forma de agrado das outras desenvolvedoras para o seu público pela facilidade e importância de ter o modo dentro dos produtos delas.

Teamfight Tactics se tornou o Auto Battler mais popular rapidamente

A expansão do Battle Royale

2019 mostrou como os Battle Royales conseguem se adaptar e expandir com grande facilidade. Enquanto Fortnite se mostrava um enorme sucesso ao criar um torneio tão grandioso para público e participantes, outros jogos apareciam para concorrer dentro desse gênero. Apex Legends foi o mais surpreendente por causa da forma que chamou atenção do público, mas a Respawn não conseguiu mantê-lo tão atrativo para continuar com tanto engajamento dos jogadores. 

Enquanto isso, Free Fire tornou-se gigantesco pelo Brasil, fazendo um sucesso avassalador e virou o principal jogo no cenário competitivo brasileiro em 2019. Dificilmente o Battle Royale da Garena diminua sua relevância tão rapidamente, afinal seu alcance de público é notório através da acessibilidade. Mesmo que não tenha a mesma repercussão que os jogos do gênero com temática de shooter, Tetris 99 conseguiu subverter o estilo e mostrar que é possível expandir a temática para outras vertentes.

Apex Legends roubou os holofotes para si durantes um período de 2019

Indies inesperados

Nos últimos anos, as surpresas originárias dos estúdios independentes marcam presença entre os destaques. Em 2019, o jogo mais aclamado do The Game Awards foi justamente Disco Elysium, o RPG focado em diálogo e história desenvolvido pela ZA/UM, estúdio da Estônia. O game apareceu conquistando toda a crítica especializada e garantiu quatro prêmios no TGA, mostrando o quão bom é o produto final. Exclusivo de PC até o momento, ele chega ao PS4 e Xbox One em 2020.

Outros dois indies também chamaram bastante atenção, mas por motivos diferentes. Gris encanta por toda a sua beleza, seja nos aspectos artísticos ou pela profundidade de temática. O estúdio espanhol Nomada Studio conseguiu criar uma narrativa prazerosa e lindo no gênero de plataforma. Enquanto isso, os desenvolvedores da australiana House House criaram o Untitled Goose Game, popularmente “jogo do ganso”. Divertido e inusitado, a ave conquistou a internet e se tornou um sucesso mundial ao levar o caos aos moradores de seu vilarejo.

Gris é um dos jogos mais bonitos de 2019

Franquias populares no mobile

Cada vez mais os jogos mobile se tornam populares, porém ainda há muita franquia de sucesso que não possui versão para smartphone e tablet. Contudo, 2019 mostrou muitas surpresas ao ganhar personagens importantes da cultura pop em jogos para celular. Mario Kart Tour é um dos exemplos, ainda mais pela ótima jogabilidade e qualidade gráfica apresentada, não deixando nada a desejar.

Para os mais saudosistas dos anos 90, as principais surpresas são Saint Seiya: Awakening e The King of Fighters All Star. O primeiro resgata a nostalgia do anime com trilha sonora e narrativa fiéis, enquanto o segundo modifica seu gênero de luta para beat’em up, mas mantém características básicas dos lutadores. Ambos os games são repletos de objetivos a serem completos, assim dando ao jogador muito para se dedicar.

The King of Fighters All Star suprime a saudade que os fãs sentem da franquia

Quais destes games ou acontecimentos de 2019 foram as maiores surpresas para você? Qual outra que você colocaria na lista? Conta pra gente comentários!   

Durante pesquisa e produção de textos, é encontrado com a alcunha de Lazyguga em partidas de Overwatch, Clash Royale e MTG Arena ou conquistando ginásios no Pokémon GO.